facebook instagram youtube whatsapp

Agronegócio Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2024, 15:14 - A | A

Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2024, 15h:14 - A | A

SAFRA 2023/24

Com clima ainda afetando, colheita da soja avança em MT

Ao menos 33 municípios decretaram situação de emergência por estresse hídrico e seca no estado; clima afeta a cultura de soja

Canal Rural
MQF

A colheita da soja em Mato Grosso chegou a 6,46% dos 12,131 milhões de hectares estimados para o ciclo 2023/24. Os trabalhos avançam superando os resultados vistos na temporada passada de 2,38% e da média histórica dos últimos cinco anos de 2,95%. Apesar disso, a safra segue sendo prejudicada pelo clima. Ao menos 33 municípios já decretaram situação de emergência.

Até sexta-feira (12) a região oeste era a mais avançada com os trabalhos de colheita da soja. Até então, 13,15% da área havia sido colhida. Já no médio-norte 8,48%, segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Nas regiões norte e nordeste os agricultores colheram 6,70% e 6,46% das respectivas áreas destinadas para o grão. Enquanto isso, nas regiões sudeste e centro-sul foram 5,03% e 4,41%.

A região com menor percentual de área de soja colhida é a nordeste com 2,02%, apenas.

Decretos de situação de emergência

Cerca de 33 municípios em Mato Grosso já decretaram situação de emergência devido à falta de chuvas e a seca, que comprometem a produção agrícola e pecuária. As medias variam entre 90 e 180 dias.

Como já destacado pelo Canal Rural Mato Grosso, em alguns municípios são estimados pelo setor produtivo perdas nas lavouras provocadas pelo estresse hídrico e pela seca entre 20% e 50%.

 

Desde o dia 30 de novembro, de acordo com informações publicadas no Jornal Oficial Eletrônico dos Municípios de Mato Grosso, há registros de decretos municipais em diversas regiões produtivas do estado.

Entre os municípios que recentemente decretaram situação de emergência está Barra do Garças. A medida em virtude da instabilidade no clima do município foi anunciada pela prefeitura no dia 11 de janeiro.

Conforme a prefeitura de Barra do Garças, “o decreto nº 5.365 busca auxiliar os pequenos, médios e grandes produtores rurais na renegociação de dívidas com o banco e na contenção de danos causados pela estiagem e chuvas irregulares desde o último semestre de 2023”.

 

Os decretos para os produtores rurais são considerados de suma importância para eventuais casos de renegociação com empresas e agentes financiadores.

“O documento garante uma segurança jurídica para essas eventuais negociações”, pontua o prefeito Dr. Adilson.

Confira lista dos municípios com decretos:

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 14 de Julho de 2024