facebook instagram youtube whatsapp

Opinião Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2024, 14:30 - A | A

Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2024, 14h:30 - A | A

MAX LIMA

Remédios milagrosos para emagrecer para o Carnaval oferecem perigo

Max Lima
MQF

Muitas pessoas querem emagrecer rápido em questão de semanas para ter uma boa forma no carnaval. Só que a busca por emagrecimento tem gerado muitas polêmicas que giram em torno dos meios utilizados para alcançar esse objetivo. Muitas pessoas então se deixam levar por falsas promessas milagrosas de remédios para emagrecer que ludibriam o indivíduo com a falsa ideia do milagre do emagrecimento sem esforço, sem perdas, sem deixar de lado velhos hábitos.

Atenção: Nenhum remédio para emagrecer é tão poderoso que possa te oferecer a eliminação do peso excedente em poucos meses ou poucas semanas, ao contrário do que se prega, essas infinidades de métodos para perder peso são, em sua grande maioria, ineficazes e, a longo prazo, acabam trazendo problemas de saúde mais graves além do famoso efeito rebote, ou seja, efeito sanfona.

Os remédios para emagrecer são indicados para casos de obesidade, quando o índice de massa corporal (IMC) é superior a 30 ou quando ultrapassa 27 e existem problemas de saúde associados à obesidade. Entretanto, o uso desses medicamentos deve ser prescrito e acompanhado pelo médico.

Quando o indivíduo faz uso inapropriado, vários efeitos colaterais agressivos são desencadeados, como é o caso da Sibutramina, o remédio mais utilizado para perder peso que causa sérios efeitos colaterais, como aumento do risco de infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, parada cardíaca e morte cardiovascular. Também está associado ao desenvolvimento de depressão, psicose, ansiedade e mania, incluindo tentativas de suicídio.

Outro remédio para emagrecer que causa vários efeitos colaterais graves é a anfetamina, uma droga sintética utilizada como componente dos anorexígenos. Ela provoca vários problemas cardíacos, tais como: aumento da pressão arterial, aceleração dos batimentos cardíacos e arritmia. Em certos casos, pode ocasionar diarreias, tremor nas mãos, boca seca e irritabilidade intensa.

Outros perigos do uso inapropriado de remédios para emagrecer são:
1 - Dependência química
2 - Pensamentos acelerados
3 - Euforia
4 - Degeneração das células cerebrais
5 - Efeito sanfona
6 - Hipertensão pulmonar
7 - Enjoo
8 - Anemia
9 - Insuficiência renal ou hepática
10 - Alterações gastrointestinais

Além desses efeitos, há o risco iminente de morte que pode ser acentuado caso esses efeitos colaterais sejam percebidos e o paciente não procure imediatamente por ajuda médica.
 
Como emagrecer de forma saudável e sem riscos?

Todos nós queremos e buscamos por uma qualidade de vida melhor, mas para alcançar tal objetivo, precisamos contar com profissionais qualificados que nos auxiliem nesta busca.

Pessoas mal-intencionadas utilizam-se da nossa necessidade e, muitas vezes, da nossa ingenuidade para nos ludibriar com falsas promessas que comprometem o nosso bem-estar.

Vários especialistas podem te ajudar a perder peso, como é o caso do nutricionista que irá auxiliar no processo de reeducação alimentar e o endocrinologista que atua sobre fatores ligados a problemas hormonais ou de saúde, como diabetes ou colesterol alto.

O problema da utilização dos remédios para emagrecer está na automedicação, na utilização indiscriminada que, quando não prescritos por um médico, acarretam em inúmeros problemas de saúde, levando o indivíduo à morte.

Se você quer emagrecer de maneira adequada, mantendo sua saúde, procure um profissional médico para te ajudar!

Max Lima é médico especialista em cardiologia e terapia intensiva, conselheiro do CFM,  ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso(SBCMT), Médico Cardiologista do Heart Team Ecardio no Hospital Amecor e na Clínica Vida Diagnóstico e Saúde. CRMT 6194

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 23 de Julho de 2024