facebook instagram youtube whatsapp

Economia Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2023, 16:00 - A | A

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2023, 16h:00 - A | A

EXPECTATIVA

Compras de Natal devem superar resultados do ano passado e injetar R$ 870 milhões em MT

Assessoria
MQF

A pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio-MT (IPF-MT) divulgou os dados sobre a Intenção de Compra para o Natal de 2023, onde deve ser injetado R$ 870 milhões na economia mato-grossense. O montante é 45% maior do que o verificado na pesquisa anterior, além de ter uma pretensão média de gasto 59,24% superior também no comparativo com o Natal passado, chegando a R$ 585,72.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, ressalta o aumento no volume e na média de gasto para o Natal deste ano em relação à pesquisa anterior. “O aumento é muito importante para os setores produtivos do estado, indicando um aquecimento em diversos segmentos do comércio e serviços neste período”.

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 17 de novembro de 2023, com 503 entrevistados em 32 municípios do estado. Entre os respondentes, 58% afirmaram que irão as compras para a data, enquanto os que não consumirão somam 34% e os que não sabem são 8%.

A pesquisa traz os principais produtos citados pelos entrevistados, com destaque para roupas, com 36% de participação, seguido de brinquedos com 14% e alimentação e bebidas com 13%. Cosméticos e perfumes foram citados por 7%, seguido de eletrônicos com 6% e eletrodomésticos com 5%. Sapatos e móveis somaram 3% cada, juntamente com alimentação fora de casa. Entre as formas de pagamento, a principal é o cartão de crédito 53%, PIX aparece depois com 20%.

Wenceslau Júnior também destacou, ainda, que “este crescimento pode estar conectado ao crescimento do emprego, com Mato Grosso se consolidando com a segunda menor taxa de desemprego no 3º trimestre desse ano, isso favorece a renda das famílias e sua amplitude de consumo”.

Sobre preferências no consumo, quando perguntado sobre o dia da semana, 42% pretendem realizar suas compras no sábado, seguido de 24% que não sabem o dia da semana. Outro levantamento, é a comparação com os gastos para a data em 2022, em que 35% afirmaram que gastarão mais esse ano, o mesmo percentual dos que afirmaram que gastarão o mesmo.

O presidente da federação completou que a pesquisa reforça a continuidade na tendência de ida aos centros das cidades, além do uso do cartão de crédito. “Esses dois fatores impactam no comércio local em grande medida, além de mostrarem a capacidade de consumo das famílias mato-grossenses, já que as compras a prazo podem ser uma ferramenta muito importante de consumo”.

Já para os que não consumirão na data, 37% dos respondentes apontaram condições financeiras como empecilho e outros 27% citaram disponibilidade de tempo. A margem de erro estimada na pesquisa divulgada pelo IPF-MT é de 3% para mais ou para menos.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 20 de Julho de 2024