facebook instagram youtube whatsapp

Economia Quinta-feira, 23 de Novembro de 2023, 15:10 - A | A

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2023, 15h:10 - A | A

Black Friday

Saiba como reconhecer golpe e fugir de sites falsos

Levantamento indica que os consumidores estão dispostos a investir mais em suas compras durante a data

Correio Braziliense
MQF

A Black Friday chegou e, como todo ano, ela marca o início da temporada de compras de fim de ano com promoções e ofertas especiais, atraindo multidões de consumidores em busca de descontos. Uma das principais métricas que indicam o sucesso da data é o ticket médio das compras realizadas. De acordo com a Neotrust, empresa fonte de dados e de inteligência sobre o e-commerce brasileiro, em 2023, o ticket médio está em aumento, chegando a R$ 473.

Esse valor representa uma aproximação do maior patamar histórico já registrado (R$ 475 no segundo trimestre de 2021), indicando que os consumidores estão dispostos a investir mais em suas compras durante a Black Friday. Entretanto, os consumidores precisam tomar todo o cuidado para não cair em golpes ou comprar produtos falsificados on-line, e assim garantir com proveito as promoções e evitar problemas.

De acordo com David Fernando Rodrigues, especializado em direito e tecnologia do escritório Montaury Pimenta, Machado & Vieira de Mello, mesmo que a Black Friday tenha como atrativo os preços baixos, o consumidor precisa estar atento e desconfiar quando os valores estão muito abaixo do esperado e perceber que podem ser indicativos de produtos falsificados.

"É fundamental tomar cuidado com as compras on-line. Muitos sites e perfis falsos idênticos aos de grandes marcas/lojas, o chamado Phishing-as-a-Service (PHaaS) já estão entre um dos fatores de riscos mais recorrentes. Verificar sempre a autenticidade é o primeiro passo para proteger informações pessoais e financeiras", aconselha o advogado.

Além disso, segundo Rodrigues, também é preciso tomar cuidado com sites cujo endereço contenha erros de digitação, como letras em duplicidade, letras faltantes e erros de digitação (typosquatting) e claro, evitar cliques em links suspeitos, completa o especialista.

A Fundação Procon-SP recomenda que os consumidores consultem a lista 'Evite esses Sites'.

Golpes em marketplaces

Grandes marketplaces também podem ser vítimas de golpes aplicados por lojas cadastradas como revendedores e que podem comercializar produtos falsos ou de procedência duvidosa nestas plataformas. Além disso, tanto plataformas quanto o próprio equipamento do usuário estão sujeitos a vírus, falhas e invasões, que comprometem sua segurança.

 

Deste modo, segundo Rodrigues, indica que o consumidor precisa ficar atento ao realizar pagamentos, especialmente quando optar por boleto bancário, conferindo se os dados do "recebedor" batem com os da empresa/grupo empresarial de quem está adquirindo o produto. Esta medida facilita o exercício do direito de arrependimento, possibilitando a devolução do item.

O advogado explica, ainda, que é importante agir com rapidez e tomar todas as medidas necessárias para aumentar as chances de obter um reembolso ou a substituição do produto.

 

Outro ponto que requer atenção são as compras pelo celular, principalmente via WhatsApp. Apesar da praticidade e agilidade, é mais uma maneira de possível golpe. Por isso, o consumidor precisa ficar atento ao acessar ofertas recebidas pelo canal, checando se o remetente é de fato da empresa que afirma ser.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 17 de Junho de 2024