facebook instagram youtube whatsapp

Política Segunda-feira, 27 de Novembro de 2023, 14:01 - A | A

Segunda-feira, 27 de Novembro de 2023, 14h:01 - A | A

irregularidades

Lúdio solicita ao MP providências contra falhas no seletivo de interinos da Seduc

Candidatos denunciaram irregularidades na aplicação das provas que teriam prejudicado diversas pessoas

Assessoria
MQF

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) requereu, nesta última sexta-feira (23), que o Ministério Público do Estado (MP) tome providências para apurar possíveis irregularidades no processo seletivo para contratar professores e trabalhadores interinos realizado pelo Instituto Selecon para a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) de Mato Grosso. Em documento enviado ao procurador-geral de Justiça, Lúdio listou denúncias de falhas que teriam ocorrido durante as provas, realizadas em 15 de novembro, e anexou alguns boletins de ocorrência enviados por candidatos.

Professores denunciaram irregularidades como: salas de prova com carteiras insuficientes para o número de candidatos, de modo que muitos fizeram a prova dividindo a mesma mesa/carteira (em duplas); alteração de locais de prova de última hora, sem comunicação aos candidatos, prejudicando inúmeras pessoas que perderam a prova; falta de caderno de resposta da prova discursiva, sendo disponibilizado folhas em branco ou cópias sem código de barras e sem os dados do candidato; provas trocadas e caderno de provas com questões de disciplinas distintas da área de inscrição dos candidatos; falta de acessibilidade para candidatos com deficiência.

“Esse seletivo foi uma vergonha, uma lambança. Recebi muitas mensagens de candidatos que foram lesados devido a todos esses problemas na realização das provas. Houve problemas também no edital, com critério de eliminação ambíguo, que uma hora fala em eliminar quem zerar a disciplina, outra hora em eliminar quem zerar em áreas do conhecimento”, disse Lúdio. Antes da realização das provas, em setembro, Lúdio havia feito requerimento à Seduc para corrigir as ambiguidades no edital, mas não foi atendido.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 19 de Maio de 2024