facebook instagram youtube whatsapp

Política Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2023, 14:05 - A | A

Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2023, 14h:05 - A | A

'Desenrola Cuiabá'

Maysa Leão critica LOA 2024: “Cuiabá deve abandonar Emanuel”

Assessoria
MQF

A vereadora por Cuiabá, Maysa Leão (Republicanos) utilizou a Tribuna da Sessão Ordinária desta quinta (21.12) para evidenciar os aspectos negativos para o município de Cuiabá com a Lei Orçamentária Anual de 2024. Maysa, que analisou a Lei e participou das audiências públicas, afirma que a cidade está endividada e que irá precisar de um “desenrola”, para quitar as dívidas da capital:

“A gente percebe a dificuldade de Cuiabá de fazer um planejamento para 2024. Como é que eu vou investir se eu estou em dívida? Vamos precisar de um ‘desenrola Cuiabá’ para ver se Cuiabá sai do Serasa?” indaga a vereadora Maysa, ao não concordar com a atual situação econômica da cidade, que trava investimentos na cidade.

Na LOA 2024, foi apresentado um orçamento que traz investimento de direitos humanos e pessoas com deficiência, na casa de R$100 milhões, e coloca para a Empresa Cuiabana de Limpeza Urbana (Limpurb) R$200 milhões, somando com iluminação pública que anda precária. Ainda no documento, o Fundo da Pessoa com Deficiência caiu de R$1.3 milhão para R$600 mil.

“De certo, as pessoas com deficiência melhoraram muito a vida para poder ter essa diminuição”, disse Maysa Leão no Plenário.

Já na pasta da Educação, foram anunciados pouco mais de R$900 milhões para a área. No entanto, segundo a parlamentar, há 9% do fundo de 2020 que não foram investidos pela gestão, e que deveriam ter sido revertidos nos anos seguintes e "não serão até o fim do mandato do prefeito". Ela classifica como abandonada a educação do Município de Cuiabá, que carece de condições melhores para professores, servidores e alunos.

Outro ponto da LOA 2024 que sofreu diminuição, foi o da regulamentação fundiária. O setor caiu de um investimento de R$40 milhões em 2023, para R$23 milhões. "Melhorou a regularização fundiária do município?", indagou a vereadora Maysa.

Já na Secretaria Municipal da Mulher, que vem com apenas R$8 milhões de investimento, “Oito milhões de reais para a cidade que no ano passado foi a campeã em feminicídios?”, questionou a vereadora Maysa Maysa.

Para a parlamentar, esses fatores acontecem porque a cidade ‘está quebrada’ e perdeu a capacidade de investir e realizar convênios com a União e o Estado. Na última semana, a capital mato-grossense perdeu a Nota de Capacidade de Pagamento do Tesouro Nacional pelo quarto ano consecutivo. “Sinto que o prefeito Emanuel abandonou Cuiabá. Está na hora de Cuiabá abandonar Emanuel Pinheiro”, concluiu a vereadora Maysa Leão.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 29 de Maio de 2024