facebook instagram youtube whatsapp

Política Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 14:51 - A | A

Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 14h:51 - A | A

APÓS FIM DA INTERVENÇÃO

”Resistência do prefeito em cumprir o TAC é uma afronta à justiça!" afirma Dilemário

Assessoria
MQF

O vereador Dilemário Alencar (Podemos) disse nesta quinta (11) que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) resiste fortemente para não cumprir o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) homologado pela justiça matogrossense, a pedido do Ministério Público e Tribunal de Contas, porque não quer dar continuidade nas ações implementadas pela equipe interventora que começou a recuperar a saúde do caos que a própria gestão do prefeito provocou.

“Essa resistência é uma afronta à justiça! O prefeito já recorreu duas vezes contra o TAC, e perdeu. Essa atitude demonstra claramente que Emanuel não quer colaborar com a recuperação da saúde”, disse o vereador Dilemário.

“O TAC da Saúde tem que ser cumprido pelo prefeito, pois é a única forma de garantir que não volte mais faltar remédios, como uma simples dipirona”, pontuou.

Dilemário apontou também a preocupação com o fato do prefeito estar nomeando pessoas que participaram dos últimos seis anos do caos na saúde, onde houve falta de remédios, médicos, raio X, fila de 100 mil pessoas na espera por cirurgias, infraestrutura das unidades de saúde em estado precário, dezenas de operações policiais e rombo em dívidas de R$ 350 milhões com fornecedores e por não recolhimento de tributos como INSS e FGTS.

“Boa parte das pessoas nomeadas pelo prefeito para cargos estratégico na saúde são as mesmas que ajudaram a instalar o caos nos últimos seis anos. Isso é muito preocupante! Para mim, a nomeação dessas pessoas já é um desrespeito ao TAC, visto que a maioria fizeram vistas grossas para o caos administrativo e financeiro que virou a saúde na gestão do atual prefeito”, apontou Dilemário.

“O roteiro inicial que o prefeito está adotando ao reassumir a saúde, resistindo   em cumprir o plano de ações e metas do TAC e renomeando pessoas que ajudaram a quebrar a saúde, demonstra que Emanuel quer ter a liberdade para fazer voltar a usina de corrupção que virou a saúde na gestão dele e estabelecer novo  cabidão de empregos para eleição de 2024”, concluiu o vereador Dilemário Alencar.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 14 de Julho de 2024