facebook instagram youtube whatsapp

Opinião Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023, 14:39 - A | A

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023, 14h:39 - A | A

Fellipe Valle

Caminhando sem Dor: Um Guia Completo sobre Fascite Plantar

Fellipe Valle
MQF

Fascite Plantar: Desvendando Causas, Sintomas e Estratégias de Tratamento
A fascite plantar é uma condição dolorosa que afeta a fáscia plantar, uma estrutura localizada na sola do pé responsável pela absorção de impactos. Esta inflamação, muitas vezes desencadeada por impactos repetitivos, pode se manifestar como dor intensa no calcanhar e na planta do pé. A identificação precoce e o tratamento adequado são cruciais para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos indivíduos afetados.

Causas e Fatores de Risco:
A fascite plantar pode ser desencadeada por um estilo de vida que impõe estresse repetitivo ao calcanhar. Atividades como corrida, marcha e dança são comumente associadas ao desenvolvimento dessa condição. Fatores como obesidade, uso inadequado de calçados, como saltos altos ou solados rígidos, e condições anatômicas como pé cavo ou pé plano também aumentam o risco.

Nos corredores, a escolha de calçados inadequados e a prática em superfícies duras, como o cimento, contribuem para a prevalência da fascite plantar. O diagnóstico geralmente é clínico, com o médico realizando testes simples, como a hiperextensão dos dedos e a palpação da sola do pé para identificar áreas dolorosas.

Sintomas e Diagnóstico:
A dor associada à fascite plantar é mais intensa durante o apoio do pé, especialmente ao levantar-se pela manhã ou após períodos prolongados de inatividade. O médico pode solicitar radiografias ou ultrassonografias em casos excepcionais, mas o diagnóstico geralmente é feito clinicamente.

Tratamentos Iniciais e Conservadores:
O tratamento inicial da fascite plantar envolve medidas conservadoras. Aplicar compressas frias, realizar massagens para alongar a fáscia plantar e a panturrilha, usando técnicas como rolar uma garrafa ou uma bolinha com o pé, e puxar a ponta do pé com uma toalha, são métodos eficazes para aliviar a dor. O uso de palmilhas e pomadas anti-inflamatórias também pode ser benéfico.

Abordagens Avançadas de Tratamento:
Em casos mais graves e refratários, a fisioterapia especializada desempenha um papel crucial. O uso de aparelhos para desinflamar a fáscia, alongamentos direcionados e outras técnicas personalizadas pode proporcionar alívio significativo. Técnicas modernas de infiltrações guiadas por ultrassonografia demonstraram resultados excelentes e seguros. A terapia por ondas de choque é outra opção eficaz para casos persistentes.

Medidas Preventivas:
Além do tratamento, a prevenção desempenha um papel vital na gestão da fascite plantar. Correções de pisadas e marcha, a escolha adequada de calçados e a variação do local de treinamento são medidas importantes para reduzir o risco de recorrência.

Fellipe Valle é médico ortopedista e traumatologista, com especialização em cirurgia de ombro e cotovelo, cirurgia do joelho, especializando em medicina da dor e ortopedia regenerativa, além de idealizador do programa Descomplicando a Ortopedia. Ele é membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - MT, da American Academy of Orthopaedic Surgeons e da AO Trauma Latin America. É sócio fundador da associação brasileira de ultrassonografia músculo esquelética, professor de medicina na Univag e da residência de ortopedia Unic-Hgu. Escreve com exclusividade para esta coluna às terças. E-mail: [email protected]. Instagram: @dr.fellipe.   

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 22 de Maio de 2024