facebook instagram youtube whatsapp

Política Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 15:59 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 15h:59 - A | A

CULTURA

Projeto de Botelho institui o Dia do Lambadão em MT

Profissionais da música comemoram iniciativa do deputado que vai constar no calendário do Estado

Assessoria
MQF

Mato Grosso deve instituir o Dia do Lambadão, a ser comemorado anualmente em 10 de setembro. Se aprovado o Projeto de Lei 318/24, de autoria do deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, a data irá constar no calendário oficial do Estado.

Vlademir Oliveira dos Reis, que é professor de dança, produtor da banda G4 e presidente o Instituto Digoreste, comemorou a iniciativa de Botelho. Reis já prepara as festividades para o Dia do Lambadão Municipal, em 10 de setembro, com o espetáculo “Ritmos Digoreste”, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, na ALMT.

“Instituir essa data também no Estado é ótimo para nossa classe. Desde 2007 dou aula e nunca consegui inserir o projeto nos bairros e escolas. Sempre almejamos um dia específico em âmbito estadual para comemorar, pois a classe do lambadão tem impacto econômico muito grande. São mais de 15 eventos na baixada cuiabana todos os finais de semana, que empregam de forma direta de 70 a 100 pessoas por evento”, explicou Reis.

O projeto aguarda o parecer da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto, antes de ser apreciado em Plenário. Objetivo é estimular a cultura e fomentar a economia com a geração de empregos e renda, uma vez que diversos eventos são realizados ao som do lambadão, principalmente nos finais de semana.

Na proposta, Botelho destaca a importância da participação das associações de músicos e de grupos de dança, além da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer – SECEL para a regulamentação da proposta. “Este projeto visa o reconhecimento dessa importante manifestação cultural pelo Poder Público”, afirma o deputado Botelho.

Reconhecimento aguardado

Miguel Santana, um dos fundadores da tradicional banda Scort Som, que leva o ritmo lambadão por todos os rincões, disse que o projeto valoriza o lambadão mato-grossense. “Acho ótimo ter o dia do lambadão, ritmo que leva alegria onde toca”, afirmou.

Com três décadas de muito sucesso, os nove integrantes da banda Real Som também são especialistas quando o ritmo é o lambadão. “São 33 anos tocando os ritmos mato-grossenses de muito sucesso, e o lambadão é muito pedido nos eventos, nas casas de shows, o pessoal gosta demais e ter um dia específico para comemorar será excelente”, afirmou o vocalista da banda Real Som, Valdelício Garcia Rodrigues.

Histórico do ritmo popular

Ao destacar a trajetória de criação do ritmo lambadão, Botelho cita, no projeto, trechos da monografia de Dewis Caldas, jornalista e documentarista, que se tornou especialista no assunto. Ele define as duas principais características do lambadão mato-grossense: a lambada paraense e o rasqueado que, por sua vez, tem influência da polca paraguaia.

Em Mato Grosso, de acordo com Caldas, o ritmo chegou através de garimpeiros vindos do Pará para trabalhar em Poconé, Rosário Oeste e Várzea Grande, influenciando o poconeano Francisco da Guia Souza, o Chico Gil, in memorian, considerado o Rei do Lambadão. Seu primeiro sucesso foi “Ei, amigo”, a primeira música que balançou os eventos e foi regravada por diversos grupos locais.

As Bandas: Estrela Dalva, Os Maninhos, Real Som, Scort Som e Styllus Pop Som, primeiro grupo a gravar o sucesso “Toque Toque DJ”, que ganhou as rádios do país, foram mencionadas no PL 318/24.

RITMO FRENÉTICO – O Lambadão é um ritmo musical variante da lambada, cujas raízes são o carimbó/sirimbó, a lambada e o rasqueado.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 17 de Junho de 2024