facebook instagram youtube whatsapp

Saúde Sexta-feira, 10 de Maio de 2024, 09:44 - A | A

Sexta-feira, 10 de Maio de 2024, 09h:44 - A | A

ALIMENTAÇÃO

Ultraprocessados associados à maior mortalidade

Uma pesquisa de três décadas aponta produtos que têm relação estatística mais estreita com o risco de mortalidade. Bebidas açucaradas, como refrigerantes, e refeições prontas estão no topo da lista

Paloma Oliveto/Correio Braziliense
MQF

Estudos já demonstraram que o consumo de alimentos ultraprocessados está associado à mortalidade precoce. Agora, uma pesquisa de 30 anos realizada nos Estados Unidos e publicada na revista The British Medical Journal aponta quais produtos do tipo têm uma relação estatística mais estreita com o risco. Refeições prontas para consumo à base de carne, aves e frutos do mar; bebidas açucaradas, sobremesas lácteas e alimentos altamente processados para o café da manhã (como flocos de milho adoçados) estão no topo da lista. 

Alimentos ultraprocessados incluem produtos industrializados, refrigerantes, cereais açucarados e itens prontos para consumo ou para aquecer. Eles, geralmente, contêm cores, emulsificantes, sabores e outros aditivos. Normalmente, são ricos em energia, açúcar adicionado, gordura saturada e sal. Ao mesmo tempo, carecem de vitaminas e fibras.

Cada vez mais evidências associam os alimentos ultraprocessados a riscos mais elevados de obesidade, doenças cardíacas, diabetes e câncer do intestino, mas poucos estudos a longo prazo examinaram essas ligações. Para a pesquisa, os autores, da Escola Chan de Saúde Pública Harvard T.H usaram dados de saúde de 74.563 mulheres e 39.501 homens, saudáveis no início do acompanhamento, avaliados por 34 anos. 

Leia mais:

https://www.correiobraziliense.com.br/ciencia-e-saude/2024/05/6853496-ultraprocessados-associados-a-maior-mortalidade.html

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 19 de Maio de 2024