facebook instagram youtube whatsapp

Economia Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 15:38 - A | A

Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 15h:38 - A | A

RECUPERAÇÃO

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Polishop

Segundo o presidente e fundador da Polishop, o endividamento bancário da empresa diminuiu de R$ 270 milhões em janeiro de 2022 para R$ 84 milhões em 2024.

Correio Braziliense
MQF

O juiz Paulo Furtado de Oliveira Filho, da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), aceitou na segunda-feira, 20, o pedido de recuperação judicial da Polishop. Procurada por meio de sua assessoria de imprensa para comentar o assunto, a empresa informou que não irá se manifestar no momento.

Na decisão, o juiz manteve a nomeação da Cabezón Administração Judicial como administradora judicial. Na prática, ela vai fiscalizar as atividades do devedor e o cumprimento do plano de recuperação judicial. A Polishop havia formulado o pedido de recuperação judicial no início deste mês.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 22 de Junho de 2024