facebook instagram youtube whatsapp

Economia Quarta-feira, 03 de Julho de 2024, 15:51 - A | A

Quarta-feira, 03 de Julho de 2024, 15h:51 - A | A

LEILÃO DE ARROZ

Ministro descarta novo leilão de arroz: "Os preços já cederam"

De acordo com o Fávaro, o governo deve investir no incentivo à produção nacional. Pasta se reúne nesta quarta com federação de produtores e representantes da indústria

Rafaela Gonçalves/Correio Braziliense
MQF

Após duas tentativas frustradas, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, afirmou nesta quarta-feira (3/7) que o Brasil não deve realizar novos leilões para importar arroz. A medida seria tomada com o objetivo de conter uma eventual alta de preços ou desabastecimento do item devido as enchentes no Rio Grande do Sul, que responde por 70% da produção nacional. 

O primeiro certame, marcado para o dia 21 de maio, foi suspenso. O segundo, que ocorreu no dia 6 junho, acabou sendo anulado pelo governo após indícios de incapacidade técnica e financeira de algumas empresas vencedoras.

"Tivemos problemas, é fato, nós cancelamos esses leilões. Mas o fato real é que, com a sinalização de disponibilidade do governo de comprar arroz importado e abastecer o mercado brasileiro, além da volta da normalidade em estradas, os preços do arroz já cederam e voltamos aos preços normais", disse Fávaro, em entrevista à GloboNews.

Leia mais:

https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2024/07/6890503-ministro-descarta-novo-leilao-de-arroz-os-precos-ja-cederam.html

 

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 23 de Julho de 2024