facebook instagram youtube whatsapp

Geral Quarta-feira, 27 de Setembro de 2023, 16:08 - A | A

Quarta-feira, 27 de Setembro de 2023, 16h:08 - A | A

dia das crianças

Pesquisa da CDL Cuiabá revela que mais de 97% dos consumidores pretendem comprar presentes

Assessoria
MQF

Com a proximidade do 12 de outubro, vem aí mais um Dia das Crianças, uma das datas mais relevantes para o comércio brasileiro no segundo semestre. Com isso, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) realizou uma pesquisa, através do seu Núcleo de Inteligência de Mercado, junto aos consumidores e empresários da capital.

No total foram realizadas 200 entrevistas com potenciais clientes em compras nos principais eixos comerciais de Cuiabá (Região Central, Região do Grande CPA, Região do Coxipó, Região Arena Pantanal), sendo com 147 consumidores e 53 empresários. Deste montante, 45,5% é do sexo masculino e 54,5% feminino.

Com o resultado do levantamento, ficou evidente que 97,5% pretendem comprar presentes na data, contra 2,5% que não pretendem, os quais justificaram basicamente com a falta de condições financeiras.

Segundo a pesquisa o fator mais decisivo na escolha do presente é o desejo da criança com 81,8%, seguido pela qualidade do produto/serviço e marca (7,8%), propaganda e promoção da loja (3,4%), preço final da compra (2,5%), atendimento cordial e educado dos Vendedores (2,0%), condições facilitadas de pagamento (1,5%), inovação e tecnologia do Produto/Serviço (0,5%), e rapidez no processo de atendimento (0,5%).

A preferência daqueles que irão comprar ficou por brinquedos (49,1%), seguido de vestuário (28,9%), calçados (10,1%), telefonia/smartphone (3,1%), videogame (2,2%), materiais escolares (1,8%), artigos esportivos (1,8%), eletrônicos (1,3%), cosméticos (0,4%) e outros (1,3%).

Já quando o presente tem relação com a prestação de serviços, a maioria disse que irá brincar/passear no shopping (40,8%), seguido de passeios em parque (38,8%), cinema (6,1%) e outros (14,3%).

Sobre a quantidade de presentes que cada entrevistado irá comprar, 39,0% disseram apenas um presente, 28% dois presentes, 12,0% três presentes, 6,5% quatro presentes e acima de quatro presente (14,5%). A média para este ano ficou em 4 presentes, 1 a mais que em 2022, quando a média ficou em 3. A maioria das crianças que ganhará presentes será o filho com 43,3%, seguido pelo sobrinho(s) (25,0%), neto(s) (17,9%), afilhado(s) 7,1%, enteado(s) (0,8%) e outros: (5,9%).

A pesquisa também apontou que a maioria pretende fazer suas compras em lojas próximas nos bairros onde mora (34,3%), seguido por lojas no Centro da cidade (32,3%), shopping center (18,9%), Internet/Sites Online (3,0%), mídias sociais (0,5%), vendedores avulsos - Porta a Porta – conhecidos (0,5%) e outros (10,5%).

Outro questionamento feito foi se o consumidor estaria disposto a gastar quantos, tendo como respostas o valor de até R$100,00 (26,8%), de R$ 101,00 a R$ 200,00 (31,3%), de R$ 201,00 a R$ 400,00 (22,2%), acima de R$ 400,00 (19,7%). O gasto médio em 2023 ficou em R$ 313,17, superior que em 2022 quando o gasto médio ficou em R$ 304,65.

Sobre como pretendem pagar as compras, a forma mais utilizada é à vista para 61,0% e parcelado para 39,0%, sendo que os que irão pagar à vista será em dinheiro (38,5%), cartão de débito (27,9%), pix / transferência (25,4%) e cartão de crédito (8,2%). Já os que irão pagar parcelado será com cartão de crédito (80,0%), crediário (18,8%) e boleto (1,2%).

Se já fez compras pela internet ou aplicativos de compras para o Dia das Crianças, a maioria respondeu que não 81,5%, contra 18,5% que disse que sim.

Em relação ao tempo de antecedência que o consumidor pretender começar a pesquisar o presente, para a maioria na véspera ou no dia (67,4%), sete dias antes (22,1%), a partir de agora (5,5%), quinze dias antes (5,0%), sendo que costuma fazer essas pesquisas antes de comprar indo pessoalmente na loja 86,5%, redes sociais 3,5%, site de busca 9,5%, sites e-commerce 0,5%.

Outro ponto importante da pesquisa foi que a maioria dos empresários da capital (71,7%) estão otimistas quanto as vendas para o dia das crianças deste ano, 15,1% disseram estar neutros e 13,2% não estão tão otimistas.

Para o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, o que permite esse otimismo é que o dia das crianças tem ficado nos últimos anos no top 3 das datas comemorativas em vendas para o varejo brasileiro, perdendo apenas para natal e dia das mães.

“Trata-se de uma data emotiva com uma quantidade média de presentes superior que as demais datas, neste ano com média de 4. Além disso, apesar de brinquedos serem os principais itens comercializados, essa data também é bem democrática com uma boa variedade que favorece várias atividades econômicas a faturarem bem nesse período. É um ano ainda com alguns altos e baixos, porém, diante dos dados apresentados pela pesquisa, a expectativa é de crescimento acima de 4% quando comparado com o ano de 2022”, pontuou Granja.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 19 de Maio de 2024