facebook instagram youtube whatsapp

Opinião Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 15:51 - A | A

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 15h:51 - A | A

Fellipe Valle

Sem Cirurgia, Sem Dificuldades: Terapia por Ondas de Choque na Ortopedia

Fellipe Valle
MQF

A terapia por ondas de choque(TOC), inicialmente desenvolvida para a fragmentação de cálculos renais na década de 1980, evoluiu para se tornar uma opção não cirúrgica eficaz na ortopedia, destacando-se por sua aplicação medicinal inovadora no tratamento de diversas condições musculoesqueléticas. Utilizando ondas acústicas de alta energia, essa abordagem busca estimular a recuperação natural dos tecidos, reduzir a inflamação e aliviar a dor, representando uma perspectiva intrigante e inovadora no cenário ortopédico.A terapia por ondas de choque(TOC), inicialmente desenvolvida para a fragmentação de cálculos renais na década de 1980, evoluiu para se tornar uma opção não cirúrgica eficaz na ortopedia, destacando-se por sua aplicação medicinal inovadora no tratamento de diversas condições musculoesqueléticas. Utilizando ondas acústicas de alta energia, essa abordagem busca estimular a recuperação natural dos tecidos, reduzir a inflamação e aliviar a dor, representando uma perspectiva intrigante e inovadora no cenário ortopédico.

Funcionamento da TOC: A essência da TOC reside na aplicação focalizada de ondas acústicas nas áreas afetadas do corpo. Essas ondas desencadeiam respostas biológicas que visam promover a cicatrização, ajudando na regeneração dos tecidos e reduzindo processos inflamatórios.

Condições Tratadas:

Tendinites: A TOC tem demonstrado eficácia no tratamento de tendinites, como a tendinite do manguito rotador, tendinite patelar e tendinite de Aquiles, favorecendo a recuperação dos tendões e a restauração da função normal.

Fasciíte Plantar: Indivíduos com fasciíte plantar podem se beneficiar da TOC, que reduz a inflamação na fáscia plantar, aliviando a dor e contribuindo para a recuperação.

Epicondilite Lateral (Cotovelo de Tenista): A TOC tem sido aplicada com sucesso no alívio da dor associada à epicondilite lateral, ajudando na regeneração dos tendões afetados.

Bursite: Na bursite, a TOC busca reduzir a inflamação nas bursas, proporcionando alívio e restaurando a mobilidade.

Fraturas por Estresse: A estimulação da regeneração óssea pela TOC acelera o processo de consolidação, reduzindo o tempo de recuperação em fraturas por estresse.

Lesões Musculares: A TOC é empregada para promover a cicatrização e a regeneração dos tecidos musculares em casos de distensões e rasgos.

Osteoartrite: Embora ainda em pesquisa, a TOC tem apresentado benefícios no alívio da dor e melhora da função articular em casos de osteoartrite.

Dor Muscular Crônica: Além das condições específicas, a TOC tem mostrado potencial no tratamento da dor muscular crônica, oferecendo alívio para aqueles que enfrentam desconforto persistente.

Aspectos Positivos e Considerações: A TOC destaca-se por ser uma abordagem não invasiva, evitando procedimentos cirúrgicos. As sessões são breves, e a recuperação costuma ser rápida. Embora efeitos colaterais sejam geralmente mínimos, como vermelhidão e inchaço temporário, é fundamental considerar contraindicações e buscar orientação médica antes do tratamento. 

A terapia por ondas de choque na ortopedia oferece uma abordagem interessante para o tratamento de condições musculoesqueléticas. Sua natureza não invasiva e os resultados promissores em várias patologias destacam seu potencial. No entanto, a avaliação médica individualizada é essencial para determinar a adequação da TOC em cada caso, garantindo uma abordagem segura e personalizada. A evolução contínua dessa técnica promete contribuir significativamente para o cenário de cuidados ortopédicos.

Fellipe Valle é médico ortopedista e traumatologista, com especialização em cirurgia de ombro e cotovelo, cirurgia do joelho, especializando em medicina da dor e ortopedia regenerativa, além de idealizador do programa Descomplicando a Ortopedia. Ele é membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - MT, da American Academy of Orthopaedic Surgeons e da AO Trauma Latin America. É sócio fundador da associação brasileira de ultrassonografia músculo esquelética, professor de medicina na Univag e da residência de ortopedia Unic-Hgu. Escreve com exclusividade para esta coluna às terças. E-mail: [email protected]. Instagram: @dr.fellipe.   

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 29 de Maio de 2024