facebook instagram youtube whatsapp

Geral Sexta-feira, 01 de Março de 2024, 20:32 - A | A

Sexta-feira, 01 de Março de 2024, 20h:32 - A | A

AUXÍLIO DE R$ 900

Estudantes quilombolas da UFMT já podem se inscrever para bolsas de estudo do Governo do Estado

MQF com Assessoria

Programa de inclusão recebeu R$ 400 mil do Estado para pagamento das bolsas; inscrições vão até o dia 24 de março

Estudantes remanescentes quilombolas da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), oriundos da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso, já podem se inscrever para as bolsas do Programa de Inclusão de Estudantes Quilombolas (Proinq) 2024.

A iniciativa oferta, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), 145 bolsas auxílio no valor de R$ 900. O benefício é pago por oito meses, com recursos de R$ 400 mil assegurados pelo Governo de Mato Grosso.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o dia 24 de março pelo email [email protected]. Os candidatos devem encaminhar o histórico escolar e os dados pessoais.

O candidato à bolsa deve atender aos critérios estabelecidos no Decreto 4.887/2003 e a seleção será baseada nas notas obtidas no ensino médio, por meio do histórico escolar e do desempenho do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Assim que for selecionado, o acadêmico já terá o benefício liberado na semana seguinte. A ação é respaldada pelas leis 10.639/2003 e 11.645/2008, que determinam o ensino da História e Cultura Africana e Afro-brasileira no currículo escolar.

A bolsa tem por finalidade minimizar as desigualdades sociais e contribuir para a permanência e diplomação dos estudantes de graduação quilombolas em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

O Proinq integra a Política Antirracista na Rede Estadual de Ensino, que visa combater o racismo e promover a igualdade social. O programa faz parte do Plano EducAção 10 anos, que tem como objetivo posicionar Mato Grosso entre as cinco melhores redes de educação pública do país até 2032.

Além disso, a parceria é resultado de diálogo com as comunidades quilombolas, envolvendo segmentos da UFMT, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) - vinculada ao Ministério da Educação (MEC), entre outros.

Educação do Campo e Quilombola

Em Mato Grosso, a Seduc oferta a educação escolar quilombola em cinco unidades nos municípios de Vila Bela da Santíssima Trindade, Nossa Senhora do Livramento, Barra do Bugres, Santo Antônio de Leverger e Chapada dos Guimarães, além de salas anexas na Comunidade do Chumbo, em Poconé.

Para mais informações sobre a bolsa auxílio para quilombolas, acesse o edital AQUI (https://cms.ufmt.br/files/publication/466/E63b81411d79c11f5aeace9ee34f39e7ddd60bdd1.pdf).

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 14 de Julho de 2024