facebook instagram youtube whatsapp

Política Segunda-feira, 23 de Outubro de 2023, 10:27 - A | A

Segunda-feira, 23 de Outubro de 2023, 10h:27 - A | A

audiência pública

Aprovados no concurso da Segurança reivindicam cronograma de convocação

Cerca de 1500 pessoas aprovadas no concurso para soldado da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) aguardam ser chamados

Assessoria
MQF

Cerca de 1500 pessoas aprovadas no concurso para soldado da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) aguardam um cronograma de convocação para atuarem na segurança pública do estado. As dúvidas e pedidos de respostas sobre a nomeação dos selecionados foram apresentados durante a audiência pública realizada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), na noite de sexta-feira (20). Nenhum representante do governo do estado compareceu para responder os questionamentos.

O deputado Elizeu Nascimento (PL), autor do requerimento da audiência pública, tem uma reunião com o governador Mauro Mendes (União) agendada para tratar do assunto e vai levar as demandas recebidas para cobrar a publicação de um cronograma ou uma programação sobre as convocações. “Eu achei que hoje seria minha primeira audiência pública cancelada, mas não conseguiram. Vocês estão aqui e serão ouvidos”, afirmou o deputado sobre a ausência de representantes do Poder Executivo.

Policial militar de carreira, Nascimento defendeu a convocação dos aprovados para suprir a demanda em todo o estado. “Muitos municípios do interior, inclusive aqueles de médio porte, não têm o efetivo necessário para garantir a segurança da população. O concurso não pode só repor as vagas deixadas pelos colegas de aposentação, precisa ampliar o efetivo para acompanhar o crescimento do nosso estado”.

Rodrigo Sampaio, 32, está entre os aprovados e aguarda sua convocação na próxima turma. “Hoje, a estimativa é que haja um déficit de sete mil policiais no estado. Mesmo se todos os aprovados forem convocados ainda não será suficiente para atender a demanda”, afirmou.

Para Graciele Alves Pereira Francisco, 35, o concurso público deixou de ser apenas um sonho para se tornar uma motivação de vida. Recentemente, ela perdeu a mãe e o foco nos estudos e a preparação para a prova física a fez superar a dor. “O concurso me ajudou a superar meus limites e me mostrar que sou capaz. Ser policial é mais do que um sonho, é hoje um propósito. Eu passei a admirar a carreira e as mulheres que já estão na profissão”.

De acordo com o deputado Elizeu Nascimento, além de equipamento e infraestrutura, é preciso investir em pessoas. “Uma viatura, uma arma, não vão para as ruas sozinhas. É preciso ter um operador, a matéria humana para utilizar esse equipamento e fazer a segurança das pessoas. A criminalidade tem aumentado e mais do que nunca precisamos de policiais”.

O concurso público da Segurança, realizado em 2022, tinha por objetivo formar cadastro de reserva para suprir a demanda por soldados e oficiais da PM, servidores da Polícia Judiciária Civil (PJC) e soldados e oficiais do Corpo de Bombeiros Militar. Em março, o governo convocou 515 novos soldados, 30 oficiais e cinco médicos para PM; 180 investigadores, 120 escrivães e 15 delegados para PJC e 100 soldados e 15 oficiais dos Bombeiros.

Em junho deste ano, o governo convocou 56 aprovados na PM, sendo 51 alunos-soldados, três oficiais e dois médicos. No Corpo de Bombeiros, foram convocados 13 alunos-soldados.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 19 de Maio de 2024