facebook instagram youtube whatsapp

Política Terça-feira, 24 de Outubro de 2023, 15:21 - A | A

Terça-feira, 24 de Outubro de 2023, 15h:21 - A | A

“Programa Reencontro”

Projeto de Lei de Fabinho garante moradia para pessoas em situação de rua em MT

Assessoria
MQF

Está em tramitação na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei nº 1940/2023, de autoria do deputado estadual Fabio Tardin “Fabinho” (PSB), que acrescenta o art. 5º-A a Lei nº 12.083/2023, e institui o “Programa Reencontro” em Mato Grosso. A medida irá garantir o acesso à moradias temporárias para população em situação de rua no Estado. 

O parlamentar explicou que em resumo, o projeto prevê a entrega de unidades habitacionais modulares e transitórias, que serão destinadas no período máximo entre 12 e 24 meses, e foi inspirada no modelo que já se encontra em funcionamento na cidade de São Paulo. 

“Nosso principal objetivo com a proposta é contribuir para a reconstrução de uma autonomia pessoal destes cidadãos, garantindo seus direitos, tais como: o acesso à cidadania, a saúde, a educação, ao esporte e lazer, além da promoção profissional com emprego e renda. O projeto vai contribuir também, para o desenvolvimento social, proporcionando a estas pessoas, a dignidade e a reinserção na sociedade”, disse o deputado. 

Fabinho explica ainda, que sua proposta ganhou um reforço para consolidação no Estado, por meio do Ministério Público Federal (MPF), que notificou o Governo de Mato Grosso, para a implementação da política de direitos à população em situação de rua. A notificação partiu de uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), emitida no dia 10 de outubro de 2023. 

“O STF recomenda o funcionamento em Mato Grosso, do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Nacional para População em Situação de Rua (CIAMP Rua), com a participação de todas as secretarias envolvidas com a temática. Além da necessidade da criação de políticas e programas de âmbito estadual visando atender as determinações estabelecidas pelo STF”, diz trecho que consta no julgamento da ação de Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) nº 976.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 25 de Maio de 2024