facebook instagram youtube whatsapp

Economia Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 15:46 - A | A

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 15h:46 - A | A

CRESCIMENTO

Após cair por 3 meses, prévia do PIB sobe 0,01% em novembro

O resultado do IBC-Br superou as expectativas do mercado, que esperava um recuo de 0,5%

Correio Braziliense
MQF

Depois de três meses em queda, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, subiu 0,01% no mês de novembro de 2023, na comparação com o mês anterior. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (19/1) pelo Banco Central (BC).

O leve aumento é mostrado após três recuos seguidos: em agosto, o índice caiu 0,71%; em setembro, 0,05%; e em outubro, 0,06%.

O resultado do IBC-BR superou as expectativas do mercado, que esperava um recuo de 0,5%. Segundo Igor Cadilhac, economista da plataforma financeira PicPay, o número aponta para uma capacidade de "resiliência" do setor de serviços no país.

"Vemos um desempenho relativamente positivo no último trimestre. Em dezembro, esperamos que o Natal e as festas de fim de ano estimulem a demanda das famílias, beneficiadas por um mercado de trabalho aquecido e um aumento na massa de rendimentos. Quanto à dinâmica do PIB, estimamos uma variação de 0,1%, no quarto trimestre, e um crescimento de 2,9%, em 2023."

No acumulado em 12 meses, o índice registrou um aumento de 2,31%. Para o especialista, o resultado mostra um crescimento atribuído a "fatores pontuais" no varejo e no setor cultural. "Vale lembrar que, em novembro, além da Black Friday, houve uma procura elevada por serviços devido à realização de grandes shows", emendou.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 23 de Julho de 2024