facebook instagram youtube whatsapp

Economia Sexta-feira, 13 de Outubro de 2023, 11:29 - A | A

Sexta-feira, 13 de Outubro de 2023, 11h:29 - A | A

concurso público

Senado transforma 325 cargos para postos de ensino superior; entenda mudança

A alteração feita pelo Senado pode impactar o último concurso da Casa ao abrir espaço para nomear mais aprovados de ensino superior

Correio Braziliense
MQF

O Senado Federal transformou 325 cargos vagos da carreira de técnico legislativo em 230 cargos de analista, consultor e advogado. A medida foi tomada com o objetivo de adotar políticas de racionalização administrativa, promovendo maior eficiência. Confira a distribuição: 

 
  • Consultor legislativo (nível III), na especialidade de assessoramento em orçamentos: 9 cargos;
  • Consultor legislativo (nível III), na especialidade de assessoramento legislativo: 24 cargos;
  • Advogado (nível III), na especialidade de advocacia: 14 cargos;
  • Analista legislativo (nível III), na especialidade de administração: 131 cargos;
  • Analista legislativo (nível III), na especialidade de arquivologia: 8 cargos;
  • Analista legislativo (nível III), na especialidade de assistência social: 7 cargos;
  • Analista legislativo (nível III), na especialidade de contabilidade: 10 cargos;
  • Analista legislativo (nível III), na especialidade de enfermagem: 5 cargos;
  • Analista legislativo (nível III), na especialidade de engenharia do trabalho: 2 cargos;
  • Analista legislativo, (nível III), na especialidade de processo legislativo: 10 cargos; e
  • Analista legislativo, (nível III), na especialidade de informática legislativa: 10 cargos.

Medida pode impactar último concurso da Casa

O concurso do Senado ofertou 1014 vagas, sendo 22 de preenchimento imediato e 992 para formação de cadastro reserva. Foram contemplados os cargos de analista legislativo, advogado, consultor e técnico legislativo, em diversas especialidades. Com a abertura de 230 cargos após a transformação, mais aprovados nos postos de ensino superior poderão ser nomeados. A informação, no entanto, não foi confirmada pela Casa. 

Os participantes foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, que foram aplicadas em todas as capitais. Os aprovados e nomeados receberão salários iniciais de:  

 
  • Técnico legislativo (policial legislativo): R$ 19.427,79; 
  • Analista legislativo, em todas as especialidades: R$ 25.897,76;
  • Consultor legislativo, em todas as especialidades: R$ 33.461,68; e
  • Advogado: R$ 33.461,68. 

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 29 de Maio de 2024