facebook instagram youtube whatsapp

Política Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2024, 15:40 - A | A

Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2024, 15h:40 - A | A

rodízio

Deputados suplentes assumem vagas de titulares licenciados da ALMT

Durante a cerimônia, o presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho, destacou importância de abrir espaço para os suplentes atuarem

Assessoria
MQF

O suplente de deputado e vereador de Lucas do Rio Verde Wlad Mesquita (Republicanos) assume temporariamente uma cadeira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.  Ele ocupa a vaga deixada pelo deputado Diego Guimarães (Republicanos), que se licenciou por 121 dias para tratar de assuntos pessoais. Mesquita prestou o compromisso de posse na Presidência da Casa de Leis, na manhã desta quinta-feira (15).

Durante a cerimônia, o presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho, destacou importância de abrir espaço para os suplentes atuarem. “O Parlamento é um lugar democrático, onde todos participam. Uma das provas disso é o espaço concedido aos suplentes, de virem contribuir com discussões e na elaboração de propostas”, afirmou. “Quanto mais representatividade, mais há benefícios para a população”.

Wlad Mesquita é investigador da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso e está no primeiro mandato de vereador no município de Lucas do Rio Verde. A vaga de 1º suplente, Mesquita conquistou com 14.985 votos recebidos na última eleição estadual. 

Conhecido por sua atuação em causas relacionadas à segurança pública e defesa dos animais, o parlamentar afirma que pretende aproveitar a oportunidade para discutir os temas em âmbito estadual. “Sou policial civil, pretendo defender a bandeira da segurança pública e discutir de forma mais próxima ao governador Mauro Mendes as propostas que ampliam as melhorias numa área tão demandada pela população mato-grossense”, adiantou.

Além dele, o deputado Silvano Amaral (MDB) retornou temporariamente substituindo a deputada Janaina Riva (MDB), também licenciada para tratar de assuntos pessoais. Amaral já ocupou uma cadeira como titular no Parlamento, na 18ª Legislatura, e como suplente nas duas últimas legislaturas.

A deputada destacou a importância do revezamento entre os parlamentares.  “Muitas pessoas não sabem, mas para eleger um deputado é preciso uma cota de votos que muitas vezes um deputado é incapaz de atingir sozinho, precisa de mais candidatos para viabilizar um deputado eleito. Então o suplente contribui para o mandato do eleito e tem que ter espaço para vir aqui representar a sua região”, defendeu. 

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 14 de Julho de 2024