facebook instagram youtube whatsapp

Polícia Terça-feira, 07 de Novembro de 2023, 15:54 - A | A

Terça-feira, 07 de Novembro de 2023, 15h:54 - A | A

SE APRESENTOU NA DELEGACIA

Homem que atropelou vítima diversas vezes é preso por tentativa de homicídio triplamente qualificada

Vítima foi atropelada diversas vezes após um suposto furto de aparelho celular

Assessoria
MQF

O homem identificado como autor de um grave atropelamento, em que a vítima foi atingida inúmeras vezes na região do bairro Popular em Cuiabá, teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Polícia Civil, na segunda-feira (06.11), após se apresentar na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O investigado de 45 anos estava com a ordem de prisão decretada pelo crime de tentativa de homicídio triplamente qualificada, pelo motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Ele também responderá pelo crime de fraude processual, uma vez que tentou ocultar vestígios do crime.

O crime ocorreu no dia 07 de outubro, no bairro Popular em Cuiabá, ocasião em que a vítima, sem qualquer previsibilidade, foi atropelada pelas costas, por um veículo conduzido pelo suspeito, que praticou o ato de forma intencional, retornado diversas vezes, passando com o carro por cima do corpo da vítima.

O condutor chegou a sair do local, como se fosse embora, porém retorna e volta a colidir contra a vítima, chegando a parar o veículo sobre o corpo e descer do carro para verificar os fatos. Cinquenta minutos depois, o investigado retorna ao local e dispensa o par de tênis da vítima, um para cada lado da rua, para afastar a materialidade do crime praticado.

Neste momento, a vítima não estava mais no local, sendo localizada cerca de uma hora e quarenta minutos após os fatos, em um terreno baldio nas proximidades do local do atropelamento, momento em que foi socorrida pela equipe do Samu e encaminhada ao Hospital Municipal de Cuiabá.

Interrogado pelo delegado Caio Fernando Alvares de Albuquerque, o investigado confessou a autoria do atropelamento, porém disse que não sabia quantas vezes atingiu a vítima. Ele alegou que a motivação seria o fato da vítima ter furtado o seu celular e que teriam entrado em luta corporal na tentativa de recuperar o aparelho.

“Foi um crime bárbaro, ficando evidenciado, por meio das imagens, o propósito de matar a vítima, uma vez que o investigado inicia subsequentes passagens e repassagens sobre o corpo da vítima, como se fosse algo, que pudesse passar por cima”, disse o delegado. 

Após ter o mandado de prisão cumprido, o preso foi encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça. 

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 19 de Maio de 2024