facebook instagram youtube whatsapp

Política Quarta-feira, 27 de Setembro de 2023, 08:27 - A | A

Quarta-feira, 27 de Setembro de 2023, 08h:27 - A | A

recursos estaduais

Comissão de Saúde quer ouvir hospitais regionais sobre atraso nos repasses

De acordo com o presidente da Comissão de Saúde, deputado Lúdio Cabral (PT), a comissão vai ouvir os representantes das instituições para entender melhor a situação financeira

Assessoria
MQF

A Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso discutiu, durante reunião ordinária realizada na manhã de ontem (26), o comprometimento dos atendimentos na Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis e no Hospital Santo Antônio, em Sinop, por atraso nos repasses de recursos do estado.

De acordo com o presidente da Comissão de Saúde, deputado Lúdio Cabral (PT), a comissão vai ouvir os representantes das instituições para entender melhor a situação financeira e cobrar respostas do governo estadual. “Vamos convidar os diretores da Santa Casa, que apresenta uma dívida de mais de vinte e seis milhões de reais, e do hospital Santo Antônio, que anunciou a suspensão no atendimento, para que possam vir aqui explicar o que está acontecendo”, explicou o presidente.

Segundo ele, o grupo vai convocar também representante da Secretaria de Estado de Saúde para explicar o atraso no repasse. “Precisamos esclarecer o porquê desses débitos e o risco que isso traz para o atendimento à população da região sul e da região norte de Mato Grosso”, defendeu o parlamentar.

A comissão discutiu também a finalização dos requerimentos referentes à oitiva realizada no último dia 19, com a interventora municipal de saúde de Cuiabá, Daniella Carmona. Segundo ele, os documentos serão protocolados na próxima sessão. “Ao todo, são sete requerimentos com detalhamento de informações e documentos que precisaremos da intervenção para responder às questões levantadas na denúncia”, adiantou o presidente.

A próxima reunião está marcada para o dia 3 de outubro.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 17 de Junho de 2024