facebook instagram youtube whatsapp

Política Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 16:46 - A | A

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 16h:46 - A | A

sustentabilidade do agronegócio brasileiro

Ministério da Agricultura cria câmara temática de carbono

Câmara vai funcionar como um órgão de consulta do ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, na temática de mercado de carbono

Canal Rural
MQF

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) instalou nesta terça-feira (28) a Câmara Temática AgroCarbono Sustentável.

O objetivo da nova câmara é reunir setor público e privado para alavancar o debate sobre políticas públicas que promovam a sustentabilidade do agronegócio brasileiro.

Segundo o governo, a iniciativa permitirá a construção de políticas integradas e estratégias colaborativas que enderecem questões críticas como segurança alimentar, combate à fome, conservação ambiental, resiliência climática e manutenção da posição de grande exportador global, alinhando o setor agropecuário brasileiro com as demandas da sociedade e as expectativas do mercado internacional.

“A discussão está bastante pulverizada e é preciso coordenar as várias iniciativas. Todas são meritórias, precisamos aproveitar a sinergia e evitarmos hiatos. Precisamos ter um plano de país em relação à sustentabilidade do Agro bastante integral e abrangente”, disse o presidente da câmara, José Angelo Mazzillo Júnior.

Os membros da câmara serão designados em seguida, porém os temas a serem debatidos já foram escolhidos. Serão quatro grupos temáticos: taxonomia; rastreabilidade e certificações; finanças sustentáveis e a participação nos mercados de carbono.

“O palco de discussão do mercado de carbono vai ser aqui, para discutir o desconto no crédito rural para as boas práticas”, disse o assessor especial do ministro Carlos Fávaro, Carlos Augustin.

A câmara contará com 44 entidades na sua composição inicial, dentre eles representantes de produtores e proprietários rurais, financiadores, certificadores, auditores, agtechs, reguladores, academia e entidades envolvidas com o tema da sustentabilidade das cadeias produtivas do agronegócio.

“Além do Mapa, teremos um público bastante diverso. E é isso que a gente quer, queremos integrar todas as visões para direcionar o foco das pessoas em relação ao tema sustentabilidade do agro e da atração das boas iniciativas”, disse o presidente Mazzillo Júnior.

A portaria que cria a câmara foi assinada na segunda-feira pelo ministro Fávaro, antes de embarcar para missão com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o Oriente Médio e Europa.

Próximos passos da câmara

Em janeiro, o Mapa realizará workshop que reunirá o grupo de reguladores com intuito de ouvir das partes como está o tema e o que estão fazendo em relação ao agro sustentável.

Dentro desse grupo estão os ministérios da Agricultura e Pecuária; Fazenda; Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços; Meio Ambiente e Mudanças do Clima; e a Embrapa.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 19 de Maio de 2024