facebook instagram youtube whatsapp

Economia Terça-feira, 17 de Outubro de 2023, 14:55 - A | A

Terça-feira, 17 de Outubro de 2023, 14h:55 - A | A

SUSTENTABILIDADE

Europa defenderá na COP28 eliminação de combustíveis fósseis

O bloco defenderá, ao mesmo tempo, "um setor energético que esteja predominantemente livre de combustíveis fósseis muito antes de 2050"

Correio Braziliense
MQF

A União Europeia (UE) irá defender na COP28 a eliminação dos combustíveis fósseis queimados sem captura de CO2, com um pico do seu consumo global nesta década, segundo a posição comum do bloco, aprovada nesta segunda-feira (16/10).

Os europeus irão pedir a eliminação, o quanto antes, dos subsídios aos combustíveis fósseis que não servem para combater a pobreza energética nem para garantir "uma transição justa", mas não definiram um prazo, como as ONGs esperavam.

 

"A transição para uma economia climaticamente neutra irá exigir a eliminação dos combustíveis fósseis" queimados sem captura de CO2, resumiu o Conselho Europeu, após uma reunião de ministros do Meio Ambiente da UE. O bloco defenderá, ao mesmo tempo, "um setor energético que esteja predominantemente livre de combustíveis fósseis muito antes de 2050".

A inclusão de uma referência à captura de CO2 após a queima de combustíveis gerou um embate entre os ministros europeus reunidos em Luxemburgo. O tema faz parte do mandato de negociação atribuído ao novo comissário europeu do Clima, o holandês Wopke Hoekstra, que irá representar o bloco na COP28, de 30 de novembro a 12 de dezembro, em Dubai.

 

Parte do bloco, assim como as ONGs, queria retirar essa referência ou impor restrições ao uso de tecnologias de captura de carbono, por considerar que isso pode servir de pretexto para continuar queimando combustíveis fósseis e que constitui uma brecha legal ao setor de petróleo e gás.

 

A curto prazo, as tecnologias de captação de CO2 serão necessárias, mas "devem ser reservadas a setores em que for difícil desprender-se dos combustíveis fósseis para uma parte do processo industrial", explicou após a reunião a ministra espanhola Teresa Ribera, cujo país ocupa a presidência rotativa da UE. "O objetivo, a longo prazo, continua sendo que os combustíveis fósseis sejam eliminados gradualmente da matriz energética".

Outros compromissos assumidos pela UE incluem triplicar até 2030 a capacidade instalada de energias renováveis e dobrar a eficiência energética, em linha com a estratégia do presidente da COP28.

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 25 de Maio de 2024