facebook instagram youtube whatsapp

Geral Terça-feira, 12 de Dezembro de 2023, 15:43 - A | A

Terça-feira, 12 de Dezembro de 2023, 15h:43 - A | A

15 a 17 de dezembro

Festival de Siriri e Cururu terá três dias de atrações e entrada gratuita

Nova edição é marcada pelo ineditismo de formato, pois grupos são responsáveis pela produção do evento

Assessoria
MQF

Em sua 15ª edição, o Festival de Siriri e Cururu de Mato Grosso será histórico, resultado do trabalho coletivo de mestres da cultura popular e diretores dos grupos que mantêm viva a tradição. Ineditamente, são protagonistas no palco e na produção do evento que ocorre nos dias 15, 16 e 17 de dezembro, no Ginásio Aecim Tocantins. As apresentações ocorrem a partir das 19h e a entrada é gratuita.

 Ao certo que as apresentações de mais de dez grupos de Cuiabá, Várzea Grande e Santo Antônio de Leverger devem mexer com a memória afetiva de quem já participou de alguma das tradicionais festas de santo ou celebrações em importantes espaços de convívio, que são os quintais da Baixada Cuiabana. Mas é um momento especial também, aos que anseiam por uma imersão pela secular manifestação cultural do povo mato-grossense.  

Afinal, é difícil não se contagiar com a potência dos movimentos coordenados do siriri, de se emocionar com a riqueza do figurino colorido e ritmo enérgico dos curureiros, que cantam, dançam e sapateiam fortemente, com sincronia e destreza incomparáveis. 

A propósito, é o grupo Tradição Cuiabana do Coxipó, que na sexta-feira (15), inicia a série de apresentações. O diretor artístico, Avinner Brandão, explica que a cururu “é o pai de todo esse processo cultural”. Respeitando a linha do tempo da tradição virão os grupos de siriri, com o espetáculo “Identidades do siriri”. Neste momento, realizam um desfile com suas bandeiras, representando os territórios e simbologia. “Serão realçadas as raízes indígena, afro-brasileira e também, colonial, que confere a tradição católica”. Esses dois momentos se repetem nos outros dois dias do festival. 

Então, na sequência, virão os grupos de siriri. Um vídeo antecede os espetáculos, contando um pouco sobre cada grupo. Ainda no dia 15, os mestres de cerimônia, Totó Bodega, Elias Neto e Comadre Pitú, convocarão ao palco os grupos Voa Tuiuiú, São Gonçalo Beira Rio e Flor Serrana. 

Já no sábado (16), é a vez do público conferir o espetáculo de siriri do Estrela Guia, Vitória Régia do Pantanal, Raízes Cuiabanas e Siriri Flor do Campo. No domingo (17), Flor de Atalaia, Coração Tradição Franciscano, Siriri Elétrico e por fim, o Flor Ribeirinha. 

Retomada 

O diretor artístico do festival, Avinner Brandão, conta que os mestres e artistas do siriri e cururu estão ansiosos para ocupar, sob todos os ângulos, a principal vitrine da produção artística. “Especialmente porque os grupos estão assumindo o protagonismo de sua própria história, sem interlocutores. Eles têm voz ativa na tomada de decisões. Então, podemos dizer que é a cultura pensada pelo povo, para o povo”, celebra.  

Nesta edição o Festival, se concretiza por meio de uma rede formada pelo Instituto Nandaia - que reúne nove associações de siriri - e o Instituto Brasil e Governo de Mato Grosso, via Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). Tem ainda apoio cultural do Sesi Mato Grosso, Pró-Reitoria de Cultura, Esporte e Vivência, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Grupo Energisa e Instituto Energisa. 

Avinner explica que a produção coletiva do festival, culmina com o fortalecimento do segmento. “O festival é resultado da união de forças, então, fortalece o movimento. Juntos, temos mais poder de dialogar com o poder público, de articulação e de luta por mais políticas públicas para os agentes culturais que atuam em defesa das tradições do povo mato-grossense”.   

 Serviço

Festival de Siriri e Cururu

Dias 15, 16 e 17 de dezembro

A partir das 19h

Ginásio Aecim Tocantins, na avenida Agrícola Paes de Barros, sn, bairro Verdão, em Cuiabá (MT).

Informações: @institutonandaia no Instagram 

Programação completa: 

15/12 - SEXTA - 19h

- Dispositivo de autoridades

- ⁠Grupo de Cururu Tradição Cuiabana do Coxipó

- Cerimônia de abertura: Espetáculo “Identidades do Siriri”

- Grupo de Siriri: Voa Tuiuiú

- Grupo de Siriri: São Gonçalo beira rio

 - Grupo de Siriri Flor Serrana  

16/12 - SÁBADO - 19h

- Grupo de Cururu Tradição Cuiabana do Coxipó

- ⁠Cerimônia de abertura: Espetáculo “Identidades do Siriri”

- Grupo de Siriri Estrela Guia 

- Grupo de Siriri: Vitória Régia do Pantanal

- Grupo de Siriri Raízes Cuiabanas

- Grupo de Siriri Flor do Campo 

17/12 - DOMINGO - 19h-

Grupo de Cururu Tradição Cuiabana do Coxipó

- ⁠Cerimônia de abertura: Espetáculo “Identidades do Siriri”

- Grupo de Siriri Flor de Atalaia

- Grupo de Siriri Coração Tradição Franciscano

- Grupo Siriri Elétrico

- Grupo de Siriri Flor Ribeirinha

Comente esta notícia

Cuiabá MT, 20 de Julho de 2024